Doom: Novidades do multiplayer

  • Gustavo Santos
  • 8 anos atrás
  • 2 Comentários
  • Copiar link

É Quase impossível esquecer Doom, talvez pelas horas inesgotáveis dentro de um verdadeiro inferno e seus ambientes perigosos ou pelo pavor de se perder entre demônios bizarros em um dos primeiros jogos de tiro já criados. Não tem como disfarçar: essa viagem para pertinho do “capiroto” ficará para sempre registrada na sua memória.

Independente de como foi a sua experiência até agora com esse título, talvez seja conveniente lembrar que a série está finalmente voltando para PC, PlayStation 4 e Xbox One. E está retornando com estilo, pois nessa semana a id Software liberou a primeira fase Beta aberta para todos os usuários do Steam testarem o modo multiplayer.

Depois de muitas partidas ditadas por tiroteios e gritos demoníacos, o TecMundo e o TecMundo Games vieram contar como é, mais uma vez, ficar preso nas cavernas claustrofóbicas e nas pontes de metal que separam você do calor angustiante do inferno. E o spoiler é evidente: você sentirá o melhor de duas gerações nessa viagem.

Beta de Doom oferece até agora apenas modos multiplayer

O dinamismo dos games atuais

A fase Beta de Doom oferece dois tipos de partida: o clássico Team Deatchmatch, em que duas equipes de seis jogadores se enfrentam em busca do maior número de mortes, e Warpath, na qual os times disputam uma área específica que fica contornando o cenário.

O segundo formato é “novo” entre muitos games de arena. Enquanto o gênero shooter sempre foi acostumado a objetivos estáticos (como capturar a bandeira), Warpath oferece mais possibilidades de adaptações para os dois lados: tanto os jogadores que capturam e quanto os que defendem a área precisam estar ligados nos melhores caminhos do mapa para se infiltrar e cumprir sua missão.

A própria jogabilidade foi remodelada para ampliar a movimentação pelos cenários. Os soldados contam com pulos duplos e a possibilidade de escalar e subir em plataformas. Isso provou ser muito conveniente para chegar em locais mais altos e ter uma visão ampla do campo de batalha.

RIP

Apesar de mais possibilidades verticais, a movimentação horizontal está um pouco mais “pesada” que nos games antigos. Se você já jogou o clássico Doom, vai lembrar como o personagem “deslizava” rapidamente pelo cenário. No caso de Quake, talvez se recorde dos pulos seguidos que aumentavam a sua velocidade.

No campo das ousadas comparações, podemos dizer que Doom está se aproximando de uma movimentação de Call of Duty ou mesmo Battlefield. Os passos do seu personagem são ditados por uma sensação próxima de um soldado comum, mas isso não é ruim: é justamente pensando nos jogadores da atual geração que a id Software está aplicando esse ritmo diferente.

Dito isso, talvez você não fique surpreso ao saber que agora temos “loadouts”, ou as famosas pré-configurações de armas que você pode trocar durante a partida. É possível editar seus equipamentos antes de o tiroteio correr solto, escolhendo duas armas e um acessório.

“Prepare to fight!”

As opções aqui são diversas. Enquanto o campo dos acessórios é vasto, com granadas com efeitos diferentes (como o roubo de vida) e até um acessório para teleporte, as armas voltam para o terreno clássico com as bazucas, espingardas e armas elétricas que os fãs conhecem muito bem.

A diferença é que elas sofreram adaptações interessantes. Uma “rocket launcher” pode explodir seu projétil no meio do ar, enquanto os tradicionais fuzis contam com uma bola de energia que se recarrega com o tempo. São inovações que permitem mais variações dentro do campo de batalha e que, inclusive, garantiram bons “frags” durante a jogatina.

No modo multiplayer, você também ganha pontos de experiência ao final de cada partida, liberando novas armas, equipamentos, provocações e cores para sua arma. É possível editar até mesmo os armamentos do jeito que você quiser, com cores, adesivos e outros apetrechos.

Itens para você customizar e ser tão feliz como aquele “smiley” ali

Inclusive, nesse sentido, há uma novidade muito interessante. É possível escolher uma espécie de “perk” antes de voltar para o campo de batalha. Ela concede efeitos diferentes e temporários para o jogador, como um cronômetro que informa em quanto tempo um item vai reaparecer no mapa. Já sentiu de onde veio a inspiração?

O sabor nostálgico das batalhas em arena

Não pense que Doom sobrevive apenas para satisfazer a nova geração. Há muitos elementos clássicos espalhados pelo jogo, começando pela volta dos cenários e seus elementos indispensáveis para uma jogatina nostálgica pela série.

A estrutura básica dos itens está de volta em Doom. Armadura, vida e munição reaparecem em intervalos de tempo constantes e são separadas por pacotes pequenos (que concedem cinco pontos de vida ou armadura, por exemplo) e caixotes grandes (que oferecem uma quantia maior).

“Foge que o bagulho tá louco”, disse ele

Mas não são apenas esses itens que dão o tempero para a jogatina. Há aqueles mais “abusivos” e que fazem o olho de qualquer jogador brilhar quando são encontrados. “Quad Damage”, disse o narrador? Não, quase isso.

Runas demoníacas aparecem pelo mapa e concedem uma transformação poderosa ao serem ativadas. Já ouviu o barulho das criaturas de Doom voltando à vida? Pois é, não é nada agradável.

Uma das transformações possíveis é um demônio com mais de 250 pontos de vida capaz de atirar foguetes rapidamente. Como se isso já não bastasse, ele voa com um jetpack. Demônios com jetpack: tenha muito medo disso.

Eta. ETA.

Além de tudo, há uma ambientação pesada trazendo o temor até mesmo para a jogatina multiplayer. Você ouve grunhidos quando alguém da equipe adversária ativa a runa demoníaca, deixando uma dúvida: é realmente seguro entrar em um novo ambiente ou até mesmo olhar para trás?

O sentimento de pânico é reforçado com cenários fechados e claustrofóbicos. Pense em cavernas com passagens estreitas ou plataformas curtas com portais de teleporte para outras plataformas curtas. Este é Doom. À sua maneira, ele voltou para lançar a adrenalina que faltava ultimamente para os apaixonados pelos shooters em arena.

Doom está em fase de Open Beta até o próximo domingo (17). Você pode baixá-lo e testá-lo gratuitamente por meio deste link.

Veja postagens relacionados

  • Nintendo Direct Fevereiro 2024: Todas as Principais Revelações

    Fevereiro simplesmente não teria a mesma graça sem um Nintendo Direct, e por sorte, o colosso japonês dos jogos preparou um evento recheado de novidades. Esta foi uma transmissão de 25 minutos centrada em jogos dos colaboradores terceirizados da Nintendo, com a maioria dos títulos apresentados previstos para lançamento na primeira metade do ano. Após a Microsoft anunciar que estaria disponibilizando vários de seus jogos do Xbox em múltiplas plataformas, o Direct de Fevereiro confirmou dois desses jogos que estarão…
    Saiba mais
  • Novo jogo da Insomniac Games, Wolverine, tem mais 2 trailer vazados!

    Mais uma vez a Insomaniac Games sofre com vazamentos de seus dados, novamente Wolverine tem mais 2 trailers vazados ambos compartilhados no Reddit, onde um dos vídeos exibe várias partes da gameplay. New Wolverine Trailer byu/danoka29 ininsomniacleaks No segundo trailer, é mostrado uma cena cinematográfica onde Logan, vestindo uma camisa xadrez e um chapéu, está conversando com Tiger, que, conforme informações vazadas anteriormente, também será uma personagem jogável. Wolverine Cinematic Target byu/TallMasterShifu ininsomniacleaks Wolverine ainda não tem data confirmada para…
    Saiba mais
  • Nintendo Direct: Parceria Showcase Fevereiro 2024 – Horário, Onde Assistir, O Que Esperar

    Após semanas de especulações, previsões e bate-papos gerais, a Nintendo confirmou oficialmente que o primeiro Nintendo Direct do ano será uma Exibição dos Parceiros, agendada para quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024. A Exibição dos Parceiros do Nintendo Direct de fevereiro de 2024 será veiculada no YouTube e está programada para durar cerca de 25 minutos, enfocando jogos que serão lançados na primeira metade de 2024. A seguir, apresentamos tudo o que você precisa saber sobre o Direct de fevereiro,…
    Saiba mais